Resposta à página “Verdade Urgente”: Rotas Chile – Austrália

Análise das alegações propostas neste site:

http://www.verdadeurgente.com.br/2017/12/terra-plana-voo-santiago-x-sidney-da.html?m=1

Alegação 1)
Basicamente existem muitas variações nos vôos nas mais diversas rotas; entre aviões usados e isso muitas pessoas desconhecem. Inclusive existem vôos que chegam a atingir 1069 km/h, inclusive nessa rota que vai de Santiago a Sidney! Cuja a velocidade média para fazer os 11.344 km em 14 horas e 10 minutos seria de 800,75 km/h. No entanto, o voo de São Paulo à Dubai que dura 13 horas e 50 minutos, percorrendo 12.226 quilômetros, voa a 879,56 km/h, numa velocidade de 80 km a menos que na outra rota. O mais impressionante é que existe um voo realizado a bordo do Boeing 787-9 entre Canadá e Zurique que trafega a 1.167 km/h! Mas não para por aí não caro leitor! Um outro voo da AirLines chega a voar a 1.230 km/h! Outro avião da JetBlue AirWays chega a atingir 1.252 km/h! Mais um? Os aviões da Egypt Air voam a 1.293 km/h e 1.339 km/h (Cargo) e ambos de passageiros. Leve em conta que no sul da Terra a pressão é menor e isso é constatado no gráfico online da VentuSky; e isso permite que os aviões voem ainda mais rápido. Então, porque o avião da Qantas voa nessas regiões em câmera lenta a 800 km/h? Você poderia me explicar essa contradição?

RESPOSTA:
O que importa é a velocidade MÉDIA do trajeto, existem aeronaves que chegam a atingir 1069 km/h, porém esta não é a velocidade média.

A velocidade média é registrada no histórico dos voos. (vide abaixo o item: Os dados de voo e seu monitoramento)
Em qualquer situação de cálculo de trajetos, o que importa é a velocidade média.

Se um caminhão cumpre um trajeto de 500 km em 5 horas, a velocidade média será 100 km/h, não importa se em alguns trechos ele andou à 200 km/h, o que importa é o tempo e a distância.
Tempo=Distância / Velocidade

Nenhuma aeronave, ou qualquer veículo, mantém a velocidade máxima durante todo o trajeto.

A velocidade média dos voos é verificável nos históricos, vejamos alguns exemplos:

13 de NOV de 2018 – Qantas Q27  – SYD – SCL
https://pt.flightaware.com/live/flight/QFA27/history/20181113/0150Z/YSSY/SCEL
Aeronave: Boeing 747-400
Velocidade média:  943 Km/h
A distância Real: 11.538 km
Tempo : 12h 24m

23 de NOV de 2018 –  Air New Zealand – NZ31 – EZ-AKL
https://pt.flightaware.com/live/flight/ANZ31/history/20181122/0305Z/SAEZ/NZAA
Aeronave: Boeing 777-200
Velocidade média:  785 km/h
Distância Real: 10745 Km
Tempo : 13h 38m

27 de NOV de 2018 – LAN Airlines – LA805 – SCL – MEL
https://pt.flightaware.com/live/flight/LAN805/history/20181126/1555Z/SCEL/YMML
Aeronave: Boeing 787-9
Velocidade média:  909 km/h
Distância Real: 11451 km
Tempo: 14h 13m

Não nos interessa analisar outras rotas. Citar exemplo de rotas no hemisfério norte, efetuadas por aeronaves diferentes daquelas que cumprem a rotas analisada, não modifica em nada a realidade das rotas em questão.

Levar em conta a pressão atmosférica no hemisfério Sul não altera em nada o desempenho das aeronaves, a pressão sofre alterações significativas dependendo da altitude, não da região.

O ISA – International Standard Atmosphere, prevê um modelo de cálculo para a troposfera com o valor de 1.013 hPa, tal valor não se altera o suficiente entre as diferentes regiões do planeta a ponto de alterar o desempenho das aeronaves:
https://www.ventusky.com/?p=10;-159;1&l=pressure

https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/563568428727958/Grupo%2002.pdf

A alegação de que “aviões voam em câmera lenta” está baseada na falsa premissa de que as aeronaves cumprem a rota na velocidade de pico, o que é falso, há de se levar a velocidade média do trajeto em consideração, sempre.

Alegação 2:
Com base nesses dados e números de velocidades de voos existentes, porque os globalistas resistem em acreditar que seja possível esses voos acontecerem numa Terra Plana?

Com apenas algumas informações reais de voos dos mais potentes e dados como da pressão na zona que voam, já concluiremos que a realidade é outra da que nos mostram e querem transmitir.

Não voamos sobre uma esfera mas sobre um enorme disco plano! Se esses voos com suas velocidades são poucos para convencer; talvez outros aviões como o Tupolev, avião comercial russo que voa a 2.200 km/h em velocidade de cruzeiro te convença. Conhece o Concorde? Ele voa a 2.158 km/h no mesmo esquema de cruzeiro! Se esse aviões voassem a meros 1.400 ou 1.500 km/h já seriam suficientes para perfazer os aproximados 20.000 km que seria a distância entre Santiago e Sidney na Terra Plana nessas mesmas 14 horas de voo; desde que o avião voasse mais rápido

RESPOSTA: Os dados apresentados não trataram das rotas em questão,  o que se  apresentou foram “rodeios” descrevendo outras rotas, outras aeronaves, e não levou a velocidade média do trajeto em consideração. Vide a resposta 1.

Alegação 3:
. Já que os globalistas amam viver de cálculos e números; vamos fazer alguns cálculos básicos?
1.420 km/h x 14h10m = 20.107 km percorridos!

RESPOSTA: Nenhuma aeronave, ou qualquer veículo, mantém a velocidade máxima durante todo o trajeto, o que importa é a velocidade média.

Não existe aeronave comercial com alcance de 20.000Km, o maior alcance até hoje é obtido pelo Airbus A350-900 Ultra Long Range:
aviao-comercial-com-maior-alcance-do-mundo-realiza-primeiro-voo_3866.html
https://www.digitaltrends.com/business/airbus-preps-new-a350/

Um dos voos mais longos é o QTR920 da Qatar Airways:
https://pt.flightaware.com/live/flight/QTR920
Cumpre a rota entre Doha – Qatar e Auckland – Nova Zelândia
Distância Real cumprida em 28/NOV/2018: 14.872 km
Velocidade Média: 830 km/h
Duração: 16h 2m
Aeronave: Boeing 777-200LR/F
Alcance: 15,843 km
https://www.boeing.com/commercial/777/

O voo mais longo do mundo atualmente e o SIA21 da Singapore Airlines:
https://pt.flightaware.com/live/flight/SIA21
Cumpre a rota entre Newark – EUA e Singapura
Distância Real cumprida em 27/NOV/2018: 16.990 km
Velocidade Média: 915 km/h
Duração: 18h 37m
Aeronave: Airbus A350-900ULR
Alcance: 17.964 Km
airbus-apresenta-primeiro-a350-ulr-de-serie/
singapore-airlines-estreia-o-a350-900ulr-no-mais-longo-voo-do-mundo/

Aqui a lista dos voos mais longos do mundo:
https://upgradedpoints.com/longest-nonstop-flights-in-the-world
Nenhuma rota Chile-Austrália consta na lista de voo mais longos do mundo.

DESAFIO: Encontrar, entre os históricos de voos das rotas abaixo elencadas, um trajeto cuja velocidade média foi superior à 1000 Km/h.
Lembrando que outras rotas e/ou aeronaves diferentes daquelas que cumprem o trajeto Chile – Austrália não são justificativa para o trajeto aqui tratado.

Voos efetuados com Boeing 787-9
LA805 Santiago – Melbourne: Boeing 787-9
https://pt.flightaware.com/live/flight/LAN805

QF5028 Santiago – Melbourne: Boeing 787-9
https://pt.flightaware.com/live/flight/QFA5028

LA804 Melbourne – Santiago: Boeing 787-9
https://pt.flightaware.com/live/flight/LAN804

QF5027 Melbourne – Santiago: Boeing 787-9
https://pt.flightaware.com/live/flight/QFA5027

Autonomia/Alcance do Boeing 787-9: 14.498 km
https://www.qantas.com/au/en/qantas-experience/onboard/seat-maps/boeing-787-9.html

Voos efetuados com Boeing 747-400
QF27 Sydney – Santiago: Boeing 747-400
https://pt.flightaware.com/live/flight/QFA27

LA806 Sydney – Santiago: Boeing 747-400
https://pt.flightaware.com/live/flight/LAN806

LA807 Santiago – Sydney: Boeing 747-400
https://pt.flightaware.com/live/flight/LAN807

QF28 Santiago – Sydney: Boeing 747-400
https://pt.flightaware.com/live/flight/QFA28

Autonomia/Alcance do Boeing 747-400: 13.450 km
http://www.engbrasil.eng.br/revista/v212010/aeronaves/b747.pdf

Voos efetuados com Boeing 777-200
NZ 31 BUENOS AIRES – AUCKLAND – Boeing 777-200
https://pt.flightaware.com/live/flight/ANZ31

NZ30 AUCKLAND – BUENOS AIRES – Boeing 777-200
https://pt.flightaware.com/live/flight/ANZ30

Autonomia/Alcance do Boeing 777-200: 15,843 km
https://www.boeing.com/commercial/777/

Alegação 4:
Alguma objeção? Caso ainda ache inadmissível esses cálculos serem possíveis; vamos a mais alguns fatos desconsiderados com bases em informações verificáveis. Segundo o jornal Correio Braziliense, o voo entre Santiago e Sidney começou a operar em 26 de Março de 2012; e o Boeig 747-400 que é utilizado nessa rota, opera desde 9 de Fevereiro de 1989. Vale lembrar que esse avião funciona com 4 motores de propulsão a jato e na Wikipedia encontramos algumas informações interessantes. Em desenvolvimentos adicionais encontramos uma citação da Qantas que passou a utilizar um outro tipo de óleo extraído da planta de jatrofa numa mistura de 50% deste com 50% de combustível convencional para proporcionar ainda mais velocidade. Outro detalhe importante com respeito ao Boeing 747-400 é que sua produção cessou oficialmente em 15 de Março de 2007. Cinco anos antes da Qantas começar esse voo na rota Santiago Sidney com esse avião. Depois eles se equiparam e começaram a usar o Boeing 787, inclusive adquirindo o 787-9; aquele que voa a 1.167km/h. Coincidência?

RESPOSTA: Rodeios argumentativos sem nenhuma ligação com o fato de que as rotas estão registradas nos históricos de voo, e as velocidades médias estão registradas, vide o desafio acima.

Alegação 5:
Outra observação importante é que todo sistema de GPS é baseado em trigonometria ou geometria esférica, ou seja ele mede a distância baseada no deslocamento através de uma esfera com as medidas programadas. No caso as medidas do suposto mundo esférico. Claro que se percorrermos a distância real numa Terra Plana, esse equipamento sempre nos fará entender que estamos perfazendo todo trajeto numa terra esférica. O mesmo pode acontecer com as velocidades informadas, já que não podemos conferir isso na prática durante o voo, senão por esses equipamentos. Sendo assim, estaríamos voando numa Terra Plana, numa rota maior e em maior velocidade do que esta sendo indicado nos painéis dos aviões. Claro que é típico dos globalistas acreditarem que o que é mostrado que é real e isso não pode ser falsificado e que estaríamos malucos e conspirando contra a realidade. Mas como sempre é mostrado aqui sobre os atores da NASA; basta pilotos inocentes ou por dentro do esquema que queiram ajudar por um bom salário e tudo fica assim; como se fosse como nos mostram.

RESPOSTA: Alegações impraticáveis, sem comprovações e que fogem á realidade, emitidas por alguém que jamais teve contato com aeronaves.

Para que tal imbecilidade fantasiosa fosse possível, haveriam milhões de pessoas envolvidas numa “mentira”, incluindo os fabricantes de aviônicos e aeronaves, engenheiros, operadores de radares, pilotos, copilotos, mecânicos e tripulação de 3 empresas aéreas diferentes.

Sendo que o mesmo GPS, Sistema Inercial e equipamentos de voo das mesmas aeronaves cumprem voos no hemisfério norte. Para que houvessem diferenças entre eles, haveriam especificações, homologações diferenciadas, projetos e patentes, manutenção e etc., para cada hemisfério, o que não existe, e não se comprova na realidade.

Alegação 6:
E já que a Qantas possui apenas 4 voos semanais isso é moleza de se manter por meio de um piloto e um co-piloto. Mas para complicar ainda mais, analisaremos a diretoria da Qantas para saber se estão acima de quaisquer suspeitas. Acho que essa é a melhor parte da pesquisa e resposta para os mais crentes no sistema. O CEO ou diretor presidente da Qantas desde 2008, chama-se Alan Joyce que é formado em Ciências Aplicadas, Física e Matemática e possui mestrado em Ciências de Gestão. E adivinhem de onde ele é membro? ROYAL AERONAUTICAL SOCIETY! A mesma sociedade que os alquimistas ícones da ciência fizeram parte; como Isaac Newton e outros. Essa sociedade tem vínculo com a Maçonaria que faz parte da coroa britânica. Sendo que a Royal Aeoronautical Society não é nada mais que o “braço” para assuntos aeroespaciais da Royal Society. Não se preocupe que ainda chegaremos a estudos mais detalhados sobre essas sociedades. Em 9 de Maio de 2017, Alan Joyce estava fazendo um discurso em um evento na Austrália pró união homo afetiva, quando levou uma torta na cara de um conservador na frente de todos. Além disso, ele ainda é casado com outro homem e ambos moram juntos. Suspeito não? Que currículo…

RESPOSTA: Qantas, LATAM e Air New Zealand fazem o trajeto, não são “apenas 4 voos” como alegado no texto. Sem contar as outras empresas que cumprem rotas abaixo do equador no sentido leste-oeste-leste.

O restante do texto é um amontoado de imbecilidades sem nenhuma conexão com o que realmente importa, vide desafio 1.

Alegação Final:
Com tantas informações as claras sobre os voos e suas velocidades; tantas falcatruas advindas de nomes grandes como a NASA, ESA e outras empresas que estão direta ou indiretamente envolvidas com sociedades secretas e manipuladoras e com um diretor presidente sob suspeita com esse currículo; o que podemos esperar nos resultados finais desses voos? Mas é claro que no final os globalistas escolhem crer no sistema; mesmo ignorando que eles não podem comprovar que os voos realmente estejam acontecendo sobre um globo. E como mostrado aqui; realmente é possível sim que esses voos estejam acontecendo em uma Terra Plana e você sendo enganado o tempo todo. Agora se quer continuar acreditando que isso é de fato loucura e os voos são numa esfera e esta é uma grande prova contra a verdade; continue se iludindo… Conteste as informações então e os demais; sintam-se a vontade para complementar e compartilhar esta publicação com outras pessoas.

RESPOSTA: Não houve nenhuma informação clara, apenas “rodeios” mostrando aeronaves e rotas sem nenhuma relação com as rotas Chile – Austrália.

O restante não nos traz nenhum dado técnico que mereça atenção, são os mesmos argumentos conspiracionistas descolados da realidade.

Acrescentado algumas informações relevantes que não foram tratadas:

A direção dos ventos em altitudes entre 9000 e 12000 metros favorece a rota Austrália – Chile e prejudica com ventos contrários a rota Chile – Austrália:
https://www.ventusky.com/?p=-23;-167;1&l=wind-300hpa

Portanto a alegação de que jet streams atuam no tempo total das rotas não se justifica, é claramente observável nos históricos de voo que os trajeto se cumprem numa média de tempo compatível com a distância e com o alcance das aeronaves.

Os registros de ventos da região nos mostra que a média é de 200 km/h sempre no sentido Austrália – Chile, nunca ao contrário:
https://ibb.co/ndPCh0

A densidade do ar em função da altitude, fator responsável pelo atrito, é determinada pelo modelo Atmosférico NRLMSISE:
https://journals.ametsoc.org/doi/abs/10.1175/JCLI-3299.1
https://pt.wikipedia.org/wiki/Densidade_do_ar
Sendo praticamente constante na altitude de cruzeiro na maioria das localidades do planeta, incluindo a região da rota em questão.

Os dados de voo e seu monitoramento (e posterior armazenamento no histórico de voo) disponíveis no flightaware.com (e outros sites de rastreio) é obtido em tempo real, recebe os dados do voo diretamente das aeronaves através da tecnologia de vigilância de transmissão automática, ou ADS-B.

Qualquer pessoa comum pode montar ou adquirir o seu receptor ADS-B e fornecer dados para os sites de rastreio:

https://pt.flightaware.com/adsb/piaware/build

https://www.flightradar24.com/share-your-data

E não existem receptores e transmissores de ADS-B fabricados para atuar em diferentes localidades, um transmissor funcionará tanto acima quanto abaixo do equador da mesma forma e sem alterações.

Resumindo:

A utilização de argumentos desconexos por parte proponente nos mostra:

a) Aeronaves diferentes daquelas que cumprem as rotas em questão

b) Rotas diferentes daquelas em questão, todas curtas e no hemisfério horte

c) Não mostrou as velocidades médias, apenas picos, o que interessa é a velocidade média, o tempo de duração do trajeto, e a distância, e todos devem estar de acordo com a aeronave utilizada.

Desafio 2:

Temos companhias aéreas cumprindo as seguintes rotas abaixo do equador:

South African Airways SAA223 / SAO PAULO – JOHANNESBURG:
https://flightaware.com/live/flight/SAA223

South African Airways SAA282 / JOHANNESBURG – PERTH:
https://flightaware.com/live/flight/SAA282

QANTAS QFA582 / PERTH – SYDNEY:
https://flightaware.com/live/flight/QFA582

LATAM LA 756 / SANTIAGO – SAO PAULO:
https://flightaware.com/live/flight/LAN756

A soma das rotas acima completam 33 MIL Km aproximadamente.
O trópico de Capricórnio, no mundo real possui aproximadamente 36 Mil Km de perímetro. com
aproximadamente 102 Km de comprimento por grau.
Portanto, essa é uma das comprovações de que o tropico de Capricórnio não é maior que o trópico de Câncer.

Sem contar as rotas marítimas em grande número na região:
https://www.shipmap.org/

Aguardo explicações das rotas acima citadas e suas distâncias com material verificável e comprovado tecnicamente.
Dispenso asneiras, chutes e conversa fiada sem fontes, não interessando outras rotas e aeronaves que não as que cumprem as rotas acima elencadas.
Exijo comprovação de qualquer afirmação com a citação da fonte.

FAQ:
Por que somente o site flightaware.com foi utilizado?
R: É um dos poucos que fornece o histórico e a velocidade média em km/h gratuitamente, outros “trackers” cobram por essa informação.

Quais site de rastreio de voos é possível consultar?
R: flightradar24.com, avdelphi.com, flightairmap.com, flightview.com, radarbox24.com, etc.

 

(Visited 73 times, 1 visits today)

You might be interested in

avatar
5000
  Subscribe  
Notify of